domingo, 6 de dezembro de 2009

10 coisas que mais me irritam (continuação)

Aí cambada. Como a lista acabou se alongando, dividi em duas partes. Os ódios devem ser minuciosamente explicados para ninguém achar que eu sou louco.

6 - Danças típicas
Me irrita muito ver na televisão ou em apresentações ao vivo pessoas vestidas em trajes típicos de seus países, dançando alegremente e todo mundo tendo que gostar porque "é cultura!". Odeio dança típica. Especialmente as tribais, aborígenes e essas coisas. Respeito o direito de dançarem. Mas não perto de mim. Vem com aqueles instrumentos bizarros, vestimentas ridículas e balangandans pra cima de mim que vai ver só. Dança típica me desequilibra!

7 - Ser mal atendido / Grosserias gratuitas
Sérião. Antes de eu trabalhar nos EUA como recepcionista de Hotel e ouvir as maiores barbaridades de velhos com artrite, eu ficava com dó de atendentes que eram estúpidos. Pensava: Pobre proletário, deve estar tendo um dia ruim. Depois de passar pro lado de lá do balcão, adquiri esse ódio. FO-DA-SE que você está tendo um dia ruim. Eu não tenho NADA A VER com isso. Enfia o dedo no cu e rasga pra ver se melhora. Morde a cabeça do filho, trepa no muro do vizinho, arranca os pelo do sovaco a mordida, faz pipoca do testículo, TE VIRA. Tenho nada com isso, to pagando e EXIJO um ótimo atendimento. Vale também pra pessoas mal comidas que saem de casa quando deveriam se enterrar numa tumba de faraó, e acabam soltando despropérios a torto e à direita. Se resolve primeiro, paga terapia, corta os pulsos (se a terapia não adiantar), simula suicídio pra chamar a atenção...sei lá. Depois vai viver em sociedade.

8 - Mendigos me tocarem
Nossa, como me deixa louco. Eu entendo, tá, não me venha com o papo de consciência social porque eu a tenho, e muito bem aflorada. Mas num posso com mendigagem me tocando. Porra, eles coçam a bunda, enfia o dedo em qualquer lugar, acaricia cachorro que nunca viu água, assoam nariz com a mão e depois vem querer me encostar? Ah, peralá. Minha deliberação higiênica não permite. Não vem dando a mãozinha não que me desetabiliza. Causa batedeira, sério. Você aí, eu aqui, assim somos felizes!

9 - Gente lerda
Gente lerda me irrita muito. Muito. É meu lado paulistano ansioso dando as caras. Gente lerda no trânsito que passa no amarelo e te larga no vermelho. Gente lerda no metrô que não anda e nem deixa você passar pra pegar o próximo trem. Gente lerda no comércio que precisa de um sistema de análise de dados pra processar uma troca de palavras com o cliente. G-e-n-t-e l-e-r-d-a. Minha ansiedade causa um desconforto absurdo com gente lerda. Começo a não conseguir disfarçar e vai me dando um negócio, uma angústia, um pererê, que não sei do que sou capaz.

10 - Raul Gil
Mais do que ódio, eu tenho nojo do Raul Gil. Pra começar que pra mim ele é pedófilo meio esquisito. Acho muito estranha a relação dele com aquelas crianças. Ele tem um papo enorme. Ele se emociona fácil. Ele pinta as unhas de rosinha claro. Ele tem um cabelo tinjido de acaju. Ele tem uma voz de dar náusea. Ele tem um microfone dourado. Ele faz cara de humildade finjida quando começam a puxar o saco dele. Ele é garoto propaganda das Casas Bahia. Ele chama Raul. Ele tem um nariz de batata e dentes mais amarelos que girassóis. Ele é moralista. Ele é um sucesso entre as velhinhas. Ele me deprime, me constrange, me altera a sanidade mental. Pensar nele cagando ou tendo uma relação sexual me ajuda no regime alimentar. Raul Gil me deixa fora de mim.


Gente, sério. Deixem aí nos comentários ódios idiotas que vocês têm. Agora que terminou minha lista estou me sentindo meio freak. Vai, me ajuda aí!