sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Análise crítica de "Morango do Nordeste"

Esta música, quando lançada, me intrigava muito. A letra não bate lé-com-cré e fez MUITO sucesso. Tá, a melodia é ótima? Não, não é. É irritante e repetitiva. Então qual o motivo de isto ter saído de um quarto escuro e caído na boca do povo?

Tudo bem, eu sei que Novos Baianos dizerem "De manhã cedinho, tudo cá cá cá na fé fé fé, no bubulili, no bu bu le lindo" também não faz lá muito sentido, mas pega a musicalidade que tudo passa a comunicar.

Bom, e como era pra rolar uma análise, tive que ir fundo. Não podia representar apenas com a apresentação do Lairton e seus Teclados, verdadeiro fundador desta música. Descobri uma versão MUITO melhor: a dos "Irmãos Verdades". Junta, em uma só apresentação, incontáveis motivos de vergonha alheia. Seja pelo início do vídeo, seja pelo nome do grupo, seja pela interpretação da música ou pela flauta peruana do começo, que está no TOP 10 das coisas que eu mais odeio na vida. Sem mais delongas, vamos ao que interessa.





Estava tão tristonho quando ela apareceu

Coitado. Tá. Vamos ver a que se conclusão chega iniciando nesta frase e se a culpa disto é dela.

Seu olhos que fascinam logo estremeceu

Principia nesta frase o chute no saco de Seo Pasquale. Os olhos fascinam...tudo bem. Logo estremeceu. O que que estremeceu, meu querido? O olho? Era a menina do exorcista então! Ou rolou um descolamento de retina forte!

Os meus amigos falam que eu sou demais

Você é um Johnny Bravo dos teclados. Que que tem a ver seus amigos que queriam te dar uns pegas mas não dão pra não saírem do armário com o olho da menina que chacoalha. Pensa a menina tendo um descolamento de retina e o cara me solta esta frase. Tipos...e daí que os seus amigos falam isso? Prossigamos.

Mas é somente ela que me satisfaz

Aí encontramos a verdadeira razão para ele não ligar pros amigos. E a frase denota relações íntimas anteriormente com estes tais amigos. Perceba que ele fala com um tom de "Já tentei mas prefiro ela".

É somente ela que me satisfaz

Reafirmando sua auto-negação homossexual.

É somente ela que me satisfaz

Aqui ele não tinha o que falar, repetiu a mesma frase.

Você só colheu o que você plantou

Profético e inovador. Então vamos arrematar a história deste casal até aqui. O cara dava uns pegas nos amigos, mas descobriu que gosta mesmo da mina, ainda que tenha se tornado cega. Agora a cegueira dela vem de ter feito alguma maldade, e aí a razão da frase, ou é uma metáfora com "O pior cego é aquele que não quer ver"? Fica a dúvida.

Por isso que eles falam que eu sou sonhador

Eu não sei se esse cara sabe, mas quando se usa um "por isso", tem que estar explicando alguma coisa supracitada, que no caso não acontece, porque uma frase não se liga com a outra. Uma questão pertinente, também, é: Quem são "Eles"? Surto psicótico? Mania de perseguição? Ou AQUELES amigos que acham que ele não vai conseguir se livrar da plantação da cega? Mais dúvidas.

E digo o que ela significa pra mim

Bom, quero saber! O que será que uma agricultora cega significa para um gay enrustido?

Ela é um morango aqui no nordeste

Ótimo. Isto foi um elogio? Fazendo uma busca rápida pelo Google, descubro que a região geográfica é precursora do cultivo deste fruto no Brasil, e tem muita qualidade. Acho que ele não sabia isto, no fim. Só disse que era um morango do nordeste porque ela nasceu na Paraíba e, bem...dizer que alguém é um moranguinho pode até ser delicado. Hum, talvez até demais!

Tu sabes não existe sou cabra da peste

Nem sei o que comentar sobre este verso. Uma palavra não se liga à outra. Licensa poética excedida. Não existe o quê?! Que isso tem a ver com você ser cabra da peste? Está tentando dizer que susas tendências homossexuais são infundadas? Meu Deus.

Apesar de colher as batatas da terra

Tá, talvez ele estivesse num momento de dúvida. Quis dizer que é machinho, mas de vez em quando dá uma abaixadinha na beira do rio pra botar a mão nos tubérculos. Contraditório. A música fala, na verdade, um uma bicha indecisa.

Com essa mulher eu vou até pra guerra,

Bom, aí ele S-I-J-O-G-O-U. Se ele pega a mulher pra ir pra Guerra, é apenas amiga e confidente.

Aai, é amor
Aai é amor
É amor
Aai, é amor
Aiaiai é amor
É amor

Tá. Não queria que eu separasse e comentasse linha por linha deste refrão né? Aí mostra que ele é, na verdade, um esquizofrênico. Não sabe MESMO se pega os amigos ou a agricultora cega. Diz que é amor, mas não sabe a quem. E parece até um lamento...tipo "Ai...merda, é amor". Agora não se sabe se é pelos tais amigos ou pela Paraíba.


Olha. Ticontá. Nem Chico Buarque de Hollanda dá tanto trabalho de analisar. Mas chegamos ao fim com uma conclusão. Morango do Nordeste é a história de uma bicha enrustida, em cima do muro entre uma agricultora paraibana cega, de atitudes duvidosas e ótima confidente, e os misteriosos amigos, que jamais serão convencidos que ele gosta mesmo da fruta que a mulher planta, e conscientes que ele anda colhendo raízes mais profundas na sua ausência.

Meu Deus. Chamem o Içami Tiba A-GO-RA!

2 comentários:

Anônimo disse...

Voçê é um burro mesmo nem manja de porra nenhuma"quando fala na Musica" Ela é um morango aqui no nordeste (Tu sabes não existe) sou cabra da peste!ele Tá falando que na epoca não tinha morango no norderste: e o morango que tá falando não é uma mulher nem morango de comer e sim a Maconha... seu burro..

Anônimo disse...

Sinceramente, não sei o que é pior: a sua análise da música, na qual você sequer sabe quem de fato compôs, ou a sua descrição de perfil demasiada forçada para impressionar.