sábado, 15 de novembro de 2008

Irmina, a Polonesa!

Já que citei no Post anterior, vou contar quem é Irmina, a polonesa.
Irmina era a polonesa gorda que nos agenciava. Ela era uma vaca em pele de vison. Queria nos fuder de todas as maneiras, e só começamos a perceber isto depois de determinada hora. Mas alguns aspectos de sua personalidade eram interessantes. Ela tinha mais bigodes do que eu. Não que eu tenha muito, mas ela tinha, todos pintados com Blondor americano. Era gorda e vivia falando no celular. Lembrava a Piggy dos Mupets. Tinha um sotaque horroroso e um carro grande demais.
Os olhos azuis às vezes denunciavam a raiva que ela sentia de nós, que resmungávamos o tempo todo que as coisas estavam fugindo do contrato que tinhamos assinado na agência de intercâmbio do Brasil.
O mais interessante de tudo, foi que eu sempre dava um beijinho nela quando chegava. Sempre me pareceu um tanto desconcertada, mas eu nunca imaginei que fosse um aspecto cultural dos poloneses não se tocarem (tá, não que eu imaginasse que eles fossem carnavalescamente animados, mas daí a recusar beijinho...).
Um dia, um outro polonês me viu dando um beijinho nela, e me alertou para que não o fizesse, pois na cultura deles era desrespeitoso. E ela complementou dizendo algo do tipo "É, realmente, eu nunca falei nada, mas é desrespeitoso!".
Eu pedi desculpas e jurei nunca mais fazê-lo. Pronto, daí em diante era só eu encontrar a mulher, que eu dava um beijinho e pedia desculpa. Às vezes eu lembrava no meio do beijinho, e nem terminava já tava dizendo "sorry". Chegou uma hora que ela acostumou, eu acho.
Fomos embora de lá sem nos despedirmos dela. Com um bilhete na porta e um Merry Christmas bem bonito, que substituiu muito bem a verdadeira mensagem que gostariamos de ter deixado:
Tomara que você passe o Natal assada feito um peru, vaca filha da puta.
Love, Victor.

2 comentários:

ray disse...

as únicas coisas boas de ter conhecido a irmina foram:

1) os seus beijinhos nela.
2) descobrir que na polândia (haha) durante o inverno, as pessoas brincam de jogar água pro alto e esta congela no ar. queria muito ver isso ao vivo. =P

p.s.: esse blog está muito bom. =)

Danilo. disse...

Hahaaha caracaaa boaaa pow tu escreve mto bem estou rindo aqui ate agora kkk
vc lembra da campahia tocando agente tdo dizendo fica quieto pq estavamos metendo o pau nela ae olha pelo olho de gato ve akela gorda parada na porta. ae agente abre tdo mundo c cara de bunda e vc me da os bjinhos nela kkk pior que nem termina e ja esta dizendo sorry kkk conto isso sempre kkk sempre lembro em vc nisso!! ahh fala em Irmina ja tenho pesadelos kkk Abracaoo Victorrr!!e PARABENS pelo blog ae!