quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Really Short!

Agora que resolvi sair da vida sedentária (antes que meu sofá crie um buraco com o formato de minha bunda) vivi um dilema, dias atrás. Sim, porque existem dois tipos de shortinhos ridículos para correr: aquele que é meio folgadinho, só que mais curto que os da falecida Carla Perez (é...a original...aquela do Gera Samba, morreu no bisturi já faz alguns anos), deixando toda a branquidão das coxas à mostra, ou então aquele mais compridinho agarrado, que marca até o fiofó.
A partir disto, suas variações...porque tem gente que quer usar o curto, mas envergonha-se das coxas, e quer usar o longo, mas envergonha-se de sua explicidade. E aí usa os dois sobrepostos, que é quase mais ridículo que os dois separadamente.

Estava eu na Centauro (uma loja aí de artigos esportivos que eu só costumava passar em frente) tomado pela angústia desta decisão. Como minha forma não permite pensar muito, peguei o curtinho larguinho. Mas esta é uma daquelas decisões que você pode escolher qualquer um, pois, assim que vestir, pensará imediatamente que foi um grande engano. Portanto, é abraçar o capeta já que se encontra nas imediações do inferno.

Mas então chega o dia em que você não estará mais a sós dentro de um provador silencioso. Tem que encarar a realidade, vestir o shortinho, e dirigir-se a algum lugar público. Sorte que existem parques cheios de pessoas fitness, que também portam estas mesmas indumentárias, e não podem rir uns dos outros. Quão ridículo eu fiquei é indecifrável. Eu me dobraria em uma sarjeta qualquer para rir de mim mesmo. Talvez esta seja uma boa escala de medidas...

E foi neste momento que eu pensei: Ai Deus...o que será que está passando no TV Fama?

Um comentário:

oscilantemente disse...

pense pelo lado bom. às vezes esse shortinho pode gerar bons resultaods: http://blogs.phillynews.com/inquirer/flickgrrl/juno3.jpg